Teoria da escuridão (Controlados)

De Wiki Petercast
Ir para: navegação, pesquisa
Esta página foi transcrita literalmente a partir da versão anterior do Neborum Online e precisa ter seu conteúdo adaptado para o formato de wiki.

A teoria da escuridão foi uma corrente de pensamento de Heelum durante a Quarta Aurora. Segundo seus adeptos, o desaparecimento da Rede de Luz foi sinal de que a união dos humanos não faz mais sentido, e de que a desunião dos grupos (as diversas cidades) é o novo estado natural e legítimo do mundo. São contrários à teoria do renascimento social.

Origem

As ideias da escuridão são uma conformidade lógica com o sistema de posse individual. Novos valores e práticas individualistas foram logicamente aplicadas às cidades, que já funcionavam como realidades políticas distintas e independentes de qualquer forma: bastaria, para os escurantistas, reconhecer que esta era a nova realidade da humanidade.

Desenvolvimentos

Os escurantistas possuíam uma crença mais simples, e portanto mais homogênea que a dos renascentistas. Eles eram, contudo, significativamente menos engajados e vocais quanto ao que acreditavam: encarregavam-se de uma visão mais passiva e pessimista das coisas do que necessariamente de uma militância em favor dessa visão. É nesse sentido que os renascentistas ganharam força, provocando mudanças e regulações que perdurariam até que o golpe das doenças da noite os derrubasse. Os escurantistas jamais ganharam para suas ideias a mesma força que tinham no ideário popular durante a Quarta Aurora, embora o tenham feito na prática: Heelum tornou-se, ainda mais com as Guerras Modernas, mais dividida que nunca; ainda assim, são muitos aqueles que acreditam na união essencial dos seres humanos enquanto tais, todos provenientes de uma mesma origem, devendo à Rede de Luz o mínimo de decência ao conviver de forma mais pacífica e integrada.